«Reflexão do Dia com Irmã Lúcia Abreu»

* Domingo, 01 de agosto de 2021 *

Reflexão do Dia trazida até nós pela Irmã Lúcia Abreu, cm

Quanto mais somos chamados à grandeza, mais sentimos a indigência e o limite da nossa própria carne. Abraão tinha sido fiel; tinha começado a caminhar por obediência e sem saber para onde ia. No entanto, carregado de promessas, sente a dor da sua própria indigência, o limite, quase contraditório, em relação a tudo o prometido: não tinha filhos.

(In Palavras de Esperança – Um pensamento do Papa Francisco para cada dia do ano – Papa Francisco – Divina Comédia editores)

Reflexão