«Pensamos que estamos em agonia. Que o nosso mundo está a morrer…»

 * Terça, 11 de setembro de 2018 *

 

Reflexão do Dia trazida até nós pela Irmã Lúcia Abreu, cm 

 

Pensamos que estamos em agonia. Que o nosso mundo está a morrer, que nós próprios estamos a prazo condenados ao desaparecimento, que tudo, no fundo, vai passar; que tudo foi um lugar onde experimentámos entusiasmo, paixão e alegria, mas é para ser sepultado. O Jesus Menino, essa boa notícia gera uma reviravolta que não toca apenas a forma ou o ornamento, mas altera radicalmente o fundo. Mostra-nos que somos as testemunhas não de uma agonia, mas de um parto. E de um parto que não é só o daquele Menino, mas é o nosso próprio nascimento, o nascimento do mundo.

Esse investimento de confiança é uma alavanca para a nossa transformação e para a reconfiguração do mundo.

(In O pequeno caminho das grandes perguntas  – Quetzal – obras de José Tolentino Mendonça)

 

Reflexão