«Amar é desejar a grandeza da pessoa que se ama.»

* Segunda, 28 de janeiro de 2019 *

Reflexão do Dia trazida até nós pela Irmã Lúcia Abreu, cm

 

Amar é desejar a grandeza da pessoa que se ama. Mas o luxurioso ama-se a si mesmo e de maneira destrutiva. O outro é apenas objeto do seu prazer. A luxúria é estéril. O amor é fecundo. A luxúria é irreverente. A essência do amor é o respeito.

A luxúria julga-se uma libertação. Mas é um tipo de necessidade que castiga impiedosamente. O corpo é beleza, força e plenitude. O prazer, separado do seu mais precioso dom, é apenas instinto. É então que o espírito se torna prisioneiro da carne. O prazer sozinho não é plenitude. Amar não é tomar, mas receber e dar.

Varillon

(In 3 Minutos para Escutar-te – Paulinas – Paul Debesse)

Reflexão